Seguidores

Cinema Latino

segunda-feira, 18 de abril de 2011

"Besos en la frente", Argentina, 1996.

Ficha técnica:
Título original: Besos en la Frente
Categoria: Drama
Direção:  Carlos Galettini
País:  Argentina
Ano: 1996
Duração:  96 min
Produção Executiva: Raúl Outeda
Produtores associados: Carlos Galettini, Marcelo Itzkoff, Carlos Vidal, Enrique Furst  e Guido Furst.
Chefe de Produção: José Luis Almada
Chefe de locações: Guillermo Pilosio
Assistente de Direção: Gabriel Arbós
Fotografia: Héctor Morini
Câmera: Héctor Morini
Direção de arte: Clara Notari
Vestuario: Mónica Toschi
Montagem: Juan Carlos Macias
Som: José Luis Díaz
Assistente de produção: José Arnal
Ajudante de produção: Jonathan Perel 

Elenco:
China Zorrilla (Mercedes)
Leonardo Sbaraglia  (Sebastián)
Claudio García Satur (Pablo)
Mabel Manzotti  (Raquel)
Carolina Papaleo (Estela)
Alejandra Flechner (Casilda)
Erica Rivas (Laura)
César Vianco (Pedro Luis)
Melina Petriella (Mercedes jovem)
Pablo Rinaldi (Pai de Mercedes)
Cecilia Labourt  (Mãe de Mercedes) 
Leonardo Abremor (Diretor musical)
Francisco Nápoli (Diretor de cinema)
Germán Palacios  (Jovem protagonista do filme)
Ángela Ragno  (Mulher protagonista do filme)
Gustavo Bucciarelli  (Sonidista)
Fernanda Caride (Silvia)
Daniel Dibiase (Doutor)
Jorge Dorio (Marido de Raquel)
Daniel Alvaredo (Chofer)
Pedro Gutiérrez  (Jovem violinista)
Alberto Mariotti (Músico 1)
Lucio Herrera  (Músico 2)
Lorena Colotta  (Músico 3)
Hilda Mantovani  (Mulher da pensão)
Nieves Martín (Avó de Mercedes)
Hernán Carbonero (Nino)
Darío A. Casas (Jardineiro) 

Sinopse: O envolvimento entre um jovem e uma senhora de 80 anos é retratado de maneira ao mesmo tempo ingênua e polêmica. Os dois trocam experiências e mostram que apesar de tardio, o amor nunca é inoportuno.

Meu comentário: Quando vi Besos en la frente ("Beijos na testa") pela primeira vez, o assisti sem legenda como normalmente faço com os filmes de língua espanhola e com um som baixíssimo, custava-me entender que ali havia um envolvimento amoroso em idades tão díspares. Mas assistindo a uma segunda vez, os diálogos são muito interessantes. E como diz o título do filme o amor entre os protgonistas é abordado de maneira respeitosíssima. É um filme argentino que não empolga tanto, mas que prende a quem vê pela excelente desenvoltura de seus atores: China Zorrilla e Leonardo Sbaraglia.

2 comentários:

  1. Tenho que confessar que não conhecia esse filme. E pelo que vi, a história me parece interessante, bem diferente, eu diria. Mas agora mesmo vou procurar pra assistir!

    Como sempre, indicações interessantes (só não disse ótima pois ainda não assisti haha, mas certamente voltarei para deixar minha opinião sobre o filme )

    ResponderExcluir
  2. Só vi esse filme e me lembrou o desempenho recente de Leonardo Sbarglia na série chamada O Mesmer dirigido por Alex Gabassi , eu gostei da história, pois ele aborda questões que haviam sido usados antes, mas de uma forma inovadora.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin