Seguidores

Cinema Latino

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

100% nacional não, mas quase isso








Segundo o produtor executivo do filme “Lixo Extraordinário”(Waste Land), Fernando Meireles, a película é 70% brasileira. E para quem ainda não sabe, será esse o representante brasileiro no Oscar 2011. Sem muito alarde porém, mas com algumas polêmicazinhas de praxe, a Academia apenas reconheceu o lado britânico da produção e quem pode levar a estatueta é a diretora Lucy Walker e o produtor Angus Aynsley, ambos britânicos.
Gravado no Brasil, "Lixo Extraordinário" aborda o trabalho do artista plástico Vik Muniz (lembram da abertura da novela “Passione”?) com os catadores de lixo de Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro. O documentário é um longa que teve sua maior parte rodada e montada por brasileiros e uma parte produzida e editada na Inglaterra. A O2 Filmes foi responsável pela captação de metade do financiamento do documentário, além de montar a equipe de brasileiros, fazer os contratos e produzir todas as filmagens - exceto as cenas rodadas na Inglaterra, que correspondem a 10% do filme. Uma das personagens do filme, Sebastião Carlos dos Santos, o Tião, Fundador e presidente da Associação de Catadores de Material Reciclável do Jardim Gramacho, teve o visto negado no Consulado Americano do Rio de Janeiro para acompanhar a cerimônia do Oscar cuja 83ª edição acontece no dia 27 de fevereiro, domingo, no Kodak Theatre, em Los Angeles, e será transmitida ao vivo para mais de 200 países.


Fontes:

Um comentário:

  1. O trabalho do Vik Muniz é muito bom.
    Abraços

    www.ofalcaomaltes.blogspot.com

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin